Blog da Wanessa Costa: Vamo pulá, vamo pulá, vamo pulá, vamo pulá

Vamo pulá, vamo pulá, vamo pulá, vamo pulá

Tenho certeza que você leu cantando é ou não é ??


Amiga te conheço e por isso hoje eu trago um post que vai trazer muito resultado pra você com essa sua vida corrida e sem horários para cuidar do bem estar do seu corpitcho. Claro que antes de trazer pra vocês eu vou testar né vocês que me conhecem já sabem que eu sempre faço isso não trago nada que eu não tenha testado.

Hoje vou falar dos benefícios de pular pular e pular muito,  sim pular corda tem lá seus benefícios além de relembrar os tempos de infância o exercício tonifica os músculos, ajuda no combate a danada da celulite, aumenta a resistência do corpo, melhora a capacidade aeróbica, desenvolve a coordenação motora e agilidade, QUEIMA CALORIAS (500 – 800 por hora), seca as gordurinhas e modela as curvas.






Gostou ?  Então agora veja o que fala o especialista Sandro Lenzi

Quem vai se exercitar apenas pulando corda, precisa ter certa consciência sobre os objetivos e também sobre os conceitos de intensidade e volume. Dificilmente uma pessoa comum vai conseguir pular corda durante 15 minutos ou mais, gerando assim um volume satisfatório. Desta maneira, o mais ideal é utilizar este exercício de maneira intervalada. Isto por que assim será possível ter um volume relativamente bom e o principal objetivo para este caso, que é o emagrecimento, também será beneficiado. Sem sombra de dúvidas, para quem busca eliminar gordura, pular corda pode ser um exercício altamente indicado, desde que a pessoa tenha um perfil para este tipo de exercício.

No que se refere a este perfil, é muito importante ter claro que pular corda não é indicado para qualquer um. Uma pessoa com sobrepeso ou em estado de obesidade, vai gerar um impacto bastante elevado em todas as articulação de membros inferiores, sendo que neste caso, o custo-benefício não é bom. Pelo mesmo motivo, alguém com qualquer problema de origem articular em membros inferiores, não devem pular corda, pelo impacto que a fase de pouso proporciona. No geral, o perfil de quem pode ter grandes benefícios com este exercício são as pessoas que querem eliminar gordura, mas que não tem um peso muito elevado e que não apresenta comprometimentos de movimentos.

Existe a possibilidade de pular corda numa mini cama elástica, que é usada para Jump, por exemplo. Desta maneira, se reduz o impacto, mas a intensidade também fica reduzida, pelo fato de que a força elástica necessária para subir, é menor. Além disso, para pular corda numa mini cama elástica, é necessária uma coordenação motora mais acentuada, sendo que nem todos conseguem fazer isto com facilidade.

Além disso, um treino para emagrecimento não precisa ter apenas o exercício de pular corda, que pode fazer parte de um contexto com outros estímulos, com o objetivo de obter uma intensidade mais elevada no volume total de treino.

Como deve ser um treino de pular corda

Basicamente, existem milhares de variações para um treino de pular corda. Tendo em vista que ele na maioria dos casos, é focado no emagrecimento, vou passar para você um modelo, que é baseado no método Tabata e é um intervalado de alta intensidade:

– Inicie com uma caminhada leve, de 5 minutos;

– Pule corda rápido durante 30 segundos;

– Faça 5 agachamentos;

– Repita este processo de 8 a 10 vezes;

Tenha em mente que este é um treino altamente intenso e nem todos conseguirão mantê-lo. Neste caso, você pode usar um descanso passivo (parado) de 10 a 20 segundos entre as séries, ou ainda fazer uma caminhada.

Neste estilo, de acordo com a individualidade de cada um, é possível montar um treino variado, onde pode-se usar exercícios de força ou ainda outro aeróbicos. Evite pular corda por mais de 1 ou 2 minutos, pois devido a elevada intensidade do exercício e a necessidade mínima de coordenação motora, a fadiga vai atrapalhar a execução. Com tanta dinâmica, o exercício de pular corda pode ser uma excelente alternativa para quem busca emagrecer e perder gordura.

É muito importante usar um tênis adequado, sendo que o mais indicado são os calçados de corrida, por seu amortecimento e estabilidade na pisada. Além disso, o piso deve ser liso e de preferência com algum revestimento em borracha, para reduzir o impacto.
Além disso, com a prática constante, será possível conseguir uma boa tonificação de membros inferiores, devido a intensidade elevada. Coxas, glúteos e panturrilhas podem ficar bastante desenvolvidas e tonificadas. Se o objetivo, além de eliminar gordura, seja a tonificação, o indicado é fazer pelo menos um treino de membros superiores por semana, para que não ocorra uma assimetria muscular.

Isto mostra que quem quer de fato perder peso, tem diversas possibilidades. Uma corda para esta prática praticamente não ocupa espaço e pode ser levada para qualquer local. Por isso, deixe as desculpas de lado e comece a pular corda! Bons treinos!



Professor de educação física formado pela Uniasselvi Fameblu, pós graduando em fisiologia do exercício e em Personal Trainer. Atua como treinador pessoal e com consultoria online para treinamento. Também é redator na área da saúde, treinamento físico e qualidade de vida.






3 comentários:

  1. Nessa pulei tanto de corda hj sou a preguiça em pessoa. Mas os benefícios São otimos bjs

    ResponderExcluir
  2. Quantos benefícios, eu não sabia que era tão bom.
    Vou incluir na minha rotina, com certeza vou comprar corda.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Um exercicio simples, divertido e eficiente. Amei a dica, qlq hr vou aderir tambem. Bjos

    ResponderExcluir