Blog da Wanessa Costa: Quase perdi meu irmão para o Narguilé

Quase perdi meu irmão para o Narguilé


Parecia um dia normal o domingo estava terminando já era umas 19:00 meu irmão estava terminando as atividades como se diz ele (terminando uma festinha com amigos) e eu com computador na sala e assistindo TV, minha mãe também assistindo no quarto.

De repente minha irmã entra na sala nervosa falando seu irmão está ali na área morrendo, como ela é extremamente exagerada e irônica imaginei que ele estava simulando algo e ela o estava criticando como sempre faz, mais segundos depois minha mãe chega apavorada e chorando falando que meu irmão estava morrendo.

Naquele momento joguei computador  e celular longe e corri para ver o que estava acontecendo, acho que o caminho da sala da minha casa a área onde ele estava que é algo entre 6 a 8 metros no máximo se tornou como 1km o desespero tomava conta de todos.

Quando vi meu irmão sentado largado naquela cadeira com os lábios brancos e com o rosto totalmente sem cor eu me desesperei, lembro que em primeiro momento pensei meu Deus devolve meu irmão pra mim minha mãe não pode sentir essa dor, quando eu peguei ele senti sua pele gelada só pensava estamos perdendo ele estamos perdendo ele e o pior é que ele não respondia a nenhum sinal não abria os olhos, não falavanão respirava direito e não se mexia.

Me senti amparada por uma força maior eu tenho certeza ser Deus não sei em que você acredita mais eu não tenho dúvida dessa força, consegui pegar meu irmão com uma força surpreendente o deitei no chão e iniciei os procedimentos de ressuscitação aprendidos durante minha formação na escola de enfermagem.

Eu gritava chama o Samu chama o Bombeiro ele precisa se entubado ele não tá respirando, mais o nervosismo de todos era tão grande que ninguém conseguia segurar o telefone e ligar, mais uma vez pedi a Deus me ajudasse, com os batimentos cardíacos fracos eu aferi a pressão e vi que estava 5 / por alguma coisa que não me recordo agora.

 Realizei outros procedimentos e ele foi voltando aos poucos, recuperando a cor, voltando a se mexer a conversar ele demorou muito mais só de saber que ele estava respirando já me dava um certo alivio, a pressão estava normalizando meu coração já conseguia se acalmar.


Depois de algum tempo ele ficou bem foi se recuperando tomou banho se alimentou e dormiu e seus amigos nos contaram que ele havia feito uso de narguilé com bebida alcoólica, os amigos não haviam sentido nada pois já estavam acostumados ele não, ele estava usando narguilé a algum tempo (mesmo contra nossa vontade)mais  não associava ao uso da bebida alcoólica.


Poucas pessoas do nosso convívio social sabem desse acontecimento porque ele tem vergonha e não gosta de contar, tanto que quando ver esse post vai falar um monte mais eu precisava fazer isso para alertar você que é mãe, irmã, amiga, namorada você que usa ou conhece alguém que use esse tipo de substancia.


Eu quero que quem leia esse post tenha consciência que meu irmão só foi salvo porque eu realizei todos os procedimentos necessários, tenho o curso de primeiros socorros, tenho aparelhos em casa, e a experiência necessária para agir em situações como essa, agora e quem não tem ? Uma ambulância de resgate pode demorar de 10 a 15 minutos dependendo da situação e 10 a 15 minutos para uma pessoa que não respira pode causa sérios danos cerebrais, danos esses que em muitos casos são irreversíveis.




Diogo Costa (a melhor parte de mim)


Espero que esse triste ocorrido possa servir de exemplo para vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário